08 maio 2012

Coluna da Mulher : Foto+ Texto - Arábia

... uma pequena vitória das mulheres 

Olá Moças Amigas ,

Em março, durante todo mês , tivemos a coluna  MÊS DA MULHER : FOTO + TEXTO, e a aceitação foi muito boa.Por isso decidimos que não iriamos parar, não seria mais todos os dias como em marco,mas ao menos uma vez por semana estaríamos publicando.No entanto, em abril não tivemos condições de publicar nada devido ao grande número de compromissos,como temos que manter os outros blogs e não queriamos postar apenas por postar, preferimos esperar pra trazer algo que estivesse realmente de acordo com nossos interesses, assuntos que toquem a mulher comteporanea.Por que,amigas, pra podermos comemorarmos o dia internacional da mulher, temos que lutar o ano inteiro, concordam ...
A nossa coluna passa a se chamar : Coluna da Mulher : Foto+ Texto 
Espero que gostem,o primeiro texto e imagem que trouxemos é este, que conta como outras culturas vivenciam e lutam pelos direitos das mulheres :




A partir da passada quinta feira, o reino da Arábia Saudita autorizou que as mulheres possam trabalhar como vendedoras em lojas de roupas íntimas, função que até hoje era permitida somente aos homens. A mudança era reivindicada pelas sauditas através da internet, já que muitas se sentiam desconfortáveis de comprar lingeries com um vendedor do sexo oposto.A decisão sobre a autorização foi outorgada pelo rei Abdallah II, que tem implementado tímidas mudanças nas rígidas regras sociais da Arábia Saudita, um dos países mais conservadores do mundo e onde a segregação dos sexos é estritamente imposta. Apesar do avanço, as clientes continuarão impedidas de experimentar as peças: o uso das cabines nas lojas é proibido para mulheres.O decreto, promulgado em junho, havia estabelecido um prazo de seis meses para que as lojas de roupas íntimas alterassem o quadro de funcionários, substituindo os homens – a maioria asiáticos – por vendedoras sauditas. Tudo começou por uma campanha, lançada há mais de um ano via internet, pelo boicote das lojas com atendentes homens.“Foi para colocar um ponto final ao embaraço das mulheres, que devem questionar um homem sobre o tamanho da sua lingerie”, explicou Rim Assaad à agência AFP.Em suas páginas na internet, as sauditas já comemoram a entrada em vigor da nova regra, que começa a ser adotada em outros tipos de lojas de roupas femininas ou cosméticos. “Fim dos transtornos”, diz Fátima Qaroub, que também lançou uma campanha para tornar mais femininos os empregos em estabelecimentos para mulheres.O ministro do Trabalho do país, Adel Faqih, disse que mais de 7,3 mil lojas deverão empregar mulheres, o que deve criar 44 mil empregos para as sauditas. Por enquanto, mais de 28 mil candidatas já se apresentaram ao ministério para preencher os novos postos.O governo destacou 400 inspetores do Trabalho para verificar a aplicação do decreto, a partir de quinta-feira. Mas a novidade não agrada a todos: o mufti (líder muçulmano para as questões jurídicas) da Arábia Saudita, xeique Abel Aziz Al-Cheikh, reclamou que a alteração no funcionamento das lojas vai expor as vendedoras ao contato direto com os gerentes dos estabelecimentos. “As mulheres vão vender e contar dinheiro, o que é contrário à religião”, acrescentou. Há três anos, os lideres religiosos mais conservadores haviam conseguido bloquear uma decisão semelhante, relacionada a outros tipos de comércio.
Fonte:  AFP

Tomara que vocês tenham curtido, contem pra gente sua opinião !

 Beijos no ♥ de vocês !!!
Lílian e Vera