01 agosto 2012

Os livros da minha vida

22
Olá amigos ,
A leitura é um dos maiores bens que o ser humano tem, através da leitura podemos nos teletransportar,viajar por mundos longíquos, a vida não fica limitada a tempo e espaço.
Essa semana na BC do Café entre amigos, o tema proposto é exatamente sobre :  Os livros da minha vida.

Essas BC tem me acrescentado muitas coisas boas, além de temas muito bons e que nos levam a verdadeiras viajens no tempo, tenho tido a oportunidade de interagir com pessoas muito bacanas,educadas e com um astral ótimo.Quero agradecer de todo coração á Patrícia Galis que proporciona essa interação gostosa, esse intercâmbio que alarga os nossos horizontes, e agradecer também a todos vocês que conheci por intermédio do blog da Patrícia .É um prazer encontrá-los todas as semanas !
Bem, agora vamos aos livros !

"Exodus" consagrou-se como um dos maiores fenômenos literários do século XX, com milhões de exemplares vendidos nos mais de 50 países onde foi lançado desde sua publicação em 1958. Neste romance épico, o escrito Leon Uris narra a saga do povo judeu rumo à conquista de um Estado próprio. Um sonho acalentado por milênios e que só se concretizou depois de muita luta e sofrimento; 


O livro Exodus começa tratando de Mark, um jornalista correspondente de um jornal Ianque, que vai encontrar sua amiga de infância Kitty, no Chipre, e ali eles presenciam o final da segunda guerra e a formação do Estado de Israel.Fonte


Frases do livro e do autor  : 
"Nós somos o que pensam de nós, não vivemos sozinhos."

"Mostrei o outro lado da moeda e escrevi sobre o meu povo que, com nada além de coragem, conseguiu realizar conquistas impossíveis... "



O livro e eu, além de ter um papel político e social essa história me encantou porque é lindamente contada, com personagens cativantes, seus sonhos,suas aspirações são de gente como nós.Teve parte que tive que parar de ler, pois como sou uma manteiga derretida, chorava sem parar.Recomendo com certeza.


"Meu pé de laranja lima"escrito por José Mauro de Vasconcellos e publicado em 1968


Antes de ler o livro me apaixonei pela novela na versão anos 80 :



O ator Alexandre Raymundo, interpretava o peralta Zezé .E pra mim até hoje, o Zezé tem essa carinha, rss.
O livro e eu,quando li o livro, como expliquei , já havia visto a novela, mas eu era menina, ao ler o livro, já adulta,me encantei pela simplicidade daquele menino sonhador,da sua amizade com o pé de laranja e com o 'portuga', e pra dizer a verdade não sei dizer o que me encanta tanto num livro tão simples, mas é um dos livros dos quais não me desfaço.
Para baixar o filme Meu pé de Laranja lima : 
Para baixar o livro Meu pé de Laranja lima,em formato pdf : 

"A menina do fim da rua":esse é o título do livro lançado em  1973, pelo escritor estadunidense Laird Koenig.


Rynn tem 13 anos, e mora em uma casa alugada por seu pai, um poeta que nunca é visto. Desconfiados dos hábitos da casa, a corretora responsável pela casa, o filho pervertido dela e um policial tentam descobrir o mistério forçando contatos com a menina. Mas ela confia apenas em Mário, um mágico de festas que se torna seu único amigo.


O livro e eu,com uma trama simples,mas emvolvente o livro te prende do começo , ao fim e é um daqueles livros que te dá uma sensação de quero mais, queria saber como continua essa história .

"A Bíblia Sagrada": (do grego βίβλια, plural de βίβλιον, transl. bíblion, "rolo" ou "livro")[1][2] é o texto religioso de valor sagrado para o Cristianismo[3][4][5], em que a interpretação religiosa do motivo da existência do homem na Terra sob a perspectiva judaica é narrada por humanos. É considerada pela Igreja comodivinamente inspirada.[2], sendo que trata-se de um documento doutrinário originalmente compilado pela Igreja Católica para orientação de suas doutrinas. Segundo a tradição, aceita pela maioria dos cristãos, a Bíblia foi escrita por 40 autores, entre 1445 e 450 a.C. (livros do Antigo Testamento) e 45 e 90 d.C. (livros do Novo Testamento), totalizando um período de quase 1600 anos.[6] A maioria dos historiadores acreditam que a data dos primeiros escritos considerados sagrados é bem mais recente: por exemplo, enquanto a tradição cristã coloca Moisés como o autor dos primeiros cinco livros da Bíblia (Pentateuco), muitos estudiosos aceitam que foram compilados pela primeira vez apenas após o exílio babilônico, a partir de outros textos datados entre o décimo e o quarto século antes de Cristo.[7] Muitos estudiosos também afirmam que ela foi escrita por dezenas de pessoas oriundas de diferentes regiões e nações.[8]Fonte


O livro e eu,acreditada por uns, desacreditada por outros,e às vezes até ridicularizada, pra mim é o livro mais importante da minha vida.Mesmo que algumas passagens sejam polêmicas, ou causam estranheza,em seu cerne, a Bíblia tem tudo o que preciso pra viver.E e sim o principal livro da minha vida .

Outros livros queridos :
Michel Quoist




E abaixo, um dos poemas mais lindos que já li na minha vida :

O garoto tropeçou no patamar e a porta bateu.
Foi um castigo.
Por um instante pensou no que acontecera, e não sendo capaz de aceitá-lo, atirou-se raivoso contra a porta impassível.
Socou-a, esmurrou-a, batendo os pés e urrando.
Mas na porta, de cara de pau, nem uma fibra se mexeu.
O guri descobriu o buraco da fechadura, olho irônico daquela triste porta.
Curvando-se, porém, viu que o olho estava fechado.
Então, desesperado, assentou-se e chorou.
Espiava-o sorrindo, e pensava, Senhor, que eu me esgoto assim muitas vezes frente a portas cerradas.
Quero justificar, provar, persuadir.
E falo, e desfraldo argumentos,
Bato grandes pancadas para atingir a imaginação ou a sensibilidade dos outros,
Mas, cortês ou violentamente, mandaram-me embora, e gasto minhas forças porque sou orgulhoso.
Fazei-me, Senhor, respeitoso e paciente,
Alguém que ama e ora em silêncio,
Assentado à soleira enquanto espera que lhe abram a porta.





Leia essa trecho e me diga se não dá vontade de devorar o livro inteiro !

Não lembro em que momento percebi que viver deveria ser uma permanente reinvenção de nós mesmos, para não morrermos soterrados na poesia da banalidade, embora pareça que ainda estamos vivos. Mas compreendi, num lampejo: então é isso, então é assim. Apesar dos medos, convém não ser demais fútil nem demais acomodada. Algumas vezes é preciso pegar o touro pelos chifres, mergulhar para depois ver o que acontece: porque a vida não tem de ser sorvida como uma taça que se esvazia, mas como o jarro que se renova a cada gole bebido.Para reinventar-se é preciso pensar: isso aprendi muito cedo. Apalpar, no nevoeiro de quem somos, algo que pareça uma essência : isso, mais ou menos, sou eu. Isso é o que eu queria ser, acredito ser, quero me tornar ou já fui. Muita inquietação por baixo das águas do cotidiano. Mais cômodo seria ficar com o travesseiro sobre a cabeça e adotar o lema reconfortante : "Parar pra pensar, nem pensar !"Leia mais.
De tempos em tempos gosto de lê-lo : 
Estou lendo no momento, pela primeira vez  : 

Dramático !
Um clássico maravilhoso, de tirar o chapéu !Li também os Três Mosqueteiros, Dumas é ótimo.
Pararei por aqui, se não esse post não termina , rsss..
Mas gostarei muito de saber sua opinião, e se você estiver participando da BC , me deixa seu link, que irei lá espiar os seus livros também !

7 ° B.C para o dia 1/08/2012