25 março 2013

Faz tempo ...

Olá amigos lindos !
Passando pra desejar uma segunda -feira linda e abençoada a vocês!
Aqui quem escreve ainda é a Vera ,rsss!!!
A todos os nossos leitores e amigos :

Faz tempo não me visto de rosa, aquele bem clarinho, não me sento na cadeira de balanço na calçada.



Faz tempo não me deixo lambuzar de doces e sair sem hora pra voltar.
Faz tempo que eu colhi as últimas margaridas do jardim, ou parei pra escutar um pássaro.

Faz tempo não me molho na chuva de verão, e me reclamo de ter esquecido o guarda-chuva.


Faz tempo, um tempão, e às vezes eu nem me lembro onde deixei guardadas as chaves do meu baú de miunçaias. E que bom que certas coisinhas esqueci, e que nem falta me fazem. O que elas representam são o meu desvencilhar de outras eras, não menos importantes. 


Faz tempo não me sinto tão completa, repleta, pre-dileta. As velharias, os cacarecos da saudade esquecida, outrora voltam como imagens estroboscópicas. E me fazem perceber que o tempo me deixou cansada, e eu estava procurando a velha bússola de minhas verdades. 


Agora norteada sei que cada pedaço de minha pequenez me faz grande para abraçar minha prole com ânimo de quem fará tudo de novo, perspontado com amor e alma refeita. 


Sinto que estou voltando pra mim, voltando de algum lugar cheio de paz e amor para outro repleto de conquistas e risadas de criança. 


E agora volto com a certeza das rosas cor de rosa que plantei nos corações alheios

Autora : ADRIANA HOLANDA TAVARES



Beijocas !

Lílian Almeida-administradora 
Vera Lúcia-colaboradora